Confidencial

Por Lara Sant’Anna

filmes_1860_confidencial-poster03Em 2005 o livro “A Sangue Frio” fez 40 anos de sua publicação, e nada melhor do que homenagear a obra e seu autor, Truman Capote, concedendo-lhes dois filmes: Capote (2005) e Confidencial (2006). Sobre o primeiro já falamos aqui nesse blog , então, agora, chegou a vez do segundo!

Por mais reducionistas que sejam as comparações entre os dois longas são inevitáveis, ainda mais considerando a proximidade temporal de suas produções. Confidencial não foi tão bem agraciado pela crítica como Capote. O filme de Douglas McGrath não foi indicado a nenhum Oscar, e Toby Jones, que deu vida ao escritor Truman Capote, não se sagrou campeão do “maior prêmio da sétima arte”, mas os méritos da produção não podem ser medidos apenas por isso.

Preferências a parte, Confidencial nos cativa pelo tom cômico que é dado em alguns momentos, além do clima de tensão. O Capote de Jones tem a fina voz característica e conta com um figurino bem espalhafatoso. Nas cenas que se passam em seu apartamento (que é um caso a parte na decoração) o que não falta são hobbys, flores e rosa, muito rosa! O filme conta ainda com um elenco cheio de personalidades consagradas de Hollywood como Sandra Bullock, Daniel Craig e Sigourney Weaver.

Truman é um exímio contador de causos, e suas desventuras tiveram ajuda de Marlon Brando, Marilyn Monroe e Humphrey Bogart, que foi o grande responsável pela sua aproximação com o delegado do caso, e com Perry Smith um dos assassinos. Mas vamos pelo começo…

18756434.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Em uma manhã Truman lê, em Nova Iorque, uma pequena notícia sobre o assassinato de uma família inteira em Holcamb, Kansas. Intrigado com o fato ele parte para a cidade, junto de sua amiga, Nelle Harper Lee (Sandra Bullock), que havia acabado de publicar seu premiado livro, “O Sol é Para Todos”. Ao chegar na pacata e cristã Holcamb, Truman deve ultrapassar barreiras, como o preconceito e a sua falta de tato para tratar de um assunto tão delicado. Com muita perseverança, bom-humor, e influência, ele consegue se tornar parte dos ciclos sociais da cidade e, conseqüentemente, obtém material para o que seria uma reportagem sobre os efeitos da tragédia para a cidade.

Já chegando no fim de sua história, os dois assassinos são encontrados e presos, e isso dá um novo gás para reportagem, que a partir desse momento virou livro. Mas não um livro qualquer, de não-ficção, mas um livro que emprega características de ficção em uma história não ficcional, real. A partir daí surge o que hoje chamamos de New Journalism. No longa, quando Truman apresenta para Nelle sua ideia, ela não é muito bem recebida. A escritora argumenta que reportagem é o fato e nada mais, enquanto isso Capote diz criar uma nova forma de reportagem. E devemos dizer que ele foi muito bem sucedido em sua empreitada. O new jourmalism é um movimento do jornalismo muito forte na década de 60, que além de Capote, contou com grandes nomes como Gay Talese e Tom Wolfe. E é o responsável pelos livros-reportagem que temos atualmente.

18721655.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Para escrever seu romance de não ficção, Truman precisa conversar com os prisioneiros, e para isso, usa seus contatos e consegue acesso livre ao presídio. Como eu mencionei anteriormente, foram dois os assassinos, Perry Smith e Richard Hicock. Com Richard o contato foi fácil, bastou a promessa de divisão dos lucros do livro, com Perry, em compensação, o contato foi difícil, em alguns momentos perigoso e muito intenso. Confidencial explora bastante a relação de Truman com Perry. É sabido que os dois eram muito próximos, e é dito que os dois tiveram algum tipo de envolvimento além do profissional. No filme, esse envolvimento é abordado e não deixa dúvidas sobre os sentimentos dos dois.

Truman se comprometeu tanto com a história e com o livro, que não tinha como não ter desgaste, tanto físico como emocional. E mesmo com a obra finalizada, faltava um detalhe para que fosse publicado. O que aconteceria com os réus? Primeiramente Perry e Richard foram sentenciados à forca, eles recorreram, mas de nada adiantou. Os dois foram enforcados e Truman foi testemunha da sentença, o que não fez muito bem ao autor. Muito abalado com tudo que aconteceu, cinco anos após seu início, o livro A Sangue Frio é finalizado, em setembro de 1965, e Capote consagrado.

O filme confidencial é contado como um documentário ou programa de reality show, no qual os personagens que foram fundamentais para a elaboração do livro descrevem Truman durante o processo de escrita. Já no encerramento do filme, como depoimento final, Nelle Herper Lee, diz que ao escrever um livro, o escritor morre um pouco, e para Truman isso foi mais que verdadeiro, o autor não conseguiu finalizar nenhuma obra após A Sangue Frio.

hero_EB20061012REVIEWS610120301AR

Confidencial apresenta um Truman muito intenso, tanto nas partes boas como nas partes ruins, apresenta um autor determinado, e excêntrico – desculpem pelo uso da palavra, mas acredito ser uma pessoa chata tentando descrever alguém interessante. E novamente, assim como em Capote, mostra um escritor empenhado em contar uma história da forma mais completa possível, o que parece cada vez mais difícil no jornalismo atual, onde histórias são inventadas e fatos não são apurados, tudo em nome do tempo que é curto e da vendagem que precisa aumentar.

Links Interessantes:

http://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/confidencial/

https://objethos.wordpress.com/2010/05/12/resenha-confidencial/

http://www.theguardian.com/film/movie/115240/infamous

http://www.rottentomatoes.com/m/infamous/

Ficha Técnica:

Título Original: Infamous

Direção: Douglas McGrath

Música composta por: Rachel Portman

Roteiro: Douglas McGrath

Ano: 2006

Atores: Toby Jones, Daniel Craig, Sandra Bullock, Lee Pace, Joey Basham, Jeff Daniels

Trailer:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s